EQUIDISTANTES


Peça teatral que discorre sobre o contraste das relações pessoais atualmente, em que as pessoas tornam-se cada vez mais distantes fisicamente, porém com a ilusão de proximidade proporcionada pelos meios de comunicação.

Para enfatizar essa distância, texturas foram aplicadas em diversos formatos, representando lugares e pessoas. A diagramação do texto, com espaçamentos diferentes reforça essa idéia, enquanto as linhas que ligam as texturas simbolizam a comunicação.

PT / EN

LEBREAZUL

PROJETOS

NOVO Equidistantes

Cavalos e Baias

Nélio Zanotelli

Oco

Necessidade vontade
necessidade desejo

Pocacabana

Renata Moreira

CONTATO

© LEBREAZUL, 2012